Senhoras da nossa idade

Um blogue quadrangulado entre Lisboa, Coimbra, Porto e S. Paulo

Desabafo

3 comentários

Ninguém diz a um marceneiro que quem faz duas mesas faz três, não custa nada, logo, não se paga mais por isso; ninguém diz a um mecânico que não, senhor, não lhe pagamos 25 euros à hora, pagamos-lhe metade porque o senhor faz isso por gosto; ninguém diz a uma empregada de limpeza que vai passar a receber menos porque ninguém repara se os lençóis estão ou não bem passados.

Escrever

A todos os que dizem que escrever é um dom, logo, não custa nada;

que se faz por gosto, logo, até devia ser voluntário;

que lá porque está muito bem feito não quer dizer que mereça ser muito bem pago porque ninguém lê,

eu digo:

ignorantes.

Autor: Marta

"Escrevo para pensar melhor."

3 thoughts on “Desabafo

  1. Só que cada vez é mais difícil lutar contra esses ignorantes….

  2. Never surrender!!Sent from my iPhone

  3. Querida Ana Marta, queridas senhoras, Junto o meu ao teu desabafo. O valor da palavra é incalculável. E escrever é, de facto, um dom. Um dom que não se encontra com tanta facilidade quanto seria de se supôr… todos os dias nos escandalizamos com tantos atropelos à Lingua Portuguesa, maltratada por quem a devia defender. Não são as Licenciaturas, Pós-Graduações, Mestrados, Doutoramentos … e outras especializações, uma garantia de falar e escrever um bom português. Aliás, actualmente, parece que não são garantia de quase nada. Triste País este! Um País que quase aboliu o ensino da gramática, que adoptou acordos discutíveis porque é mais fácil, que promoveu o uso da tecnologia (louvável, mas … ) antes de se saber pegar no diccionário e no prontuário, que desvaloriza a função do Professor, que desinveste na Cultura, que despreza a livre ideia, formatando a informação à lógica implacável dos interesses económicos e políticos … e outros … Um País que impõe a uma família de classe média manuais escolares a um preço de mais de 300€ ,quando regulamenta o salário mínimo em 485€ e note-se! na escolaridade obrigatória. Um País que vicia os dados da sua própria existência.Um País que tem falta de quase tudo, excepto de tecnocratas, de burocratas e de sociopatas que nos comprometem o futuro! Um País que não respeita os seus valores humanos e os subjuga à exploração e à precaridedade agiota, que se aproveita, com um oportunismo indecoroso, da necessidade alheia. Por tudo isto e pela vergonha e repulsa que sinto, de cada vez que vejo um número crescente de analfabetos pavonearem-se pelos corredores corrompidos do poder, submetendo a educação e a cultura deste País ao estatuto de ratos de laboratório, ao serviço de interesses cada vez mais obscuros … lamento pelo meu País. Lamento pelos meus filhos, pelos meus amigos, por mim mesma … por ti, Ana Marta. Quero acreditar que um dia será diferente … mas até lá, confesso, tenho dias em que me deixo ir, neste desabafo, contigo.Pat

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s