Senhoras da nossa idade

Um blogue quadrangulado entre Lisboa, Coimbra, Porto e S. Paulo

Memória fotográfica

1 Comentário

“… lembrei-me de A Memória de Shakespeare, aquele conto de Jorge Luís Borges que surgiu de um sonho que o escritor argentino teve num quarto de hotel de Michigan, quando viu um homem sem rosto que lhe oferecia nem a fama nem a glória – que teria sido trivial -, mas sim a memória do escritor, a memória da tarde em que ele escreveu o segundo acto de Hamlet.”

 Enrique Vila-Matas, O Mal de Montano

Queridas Senhoras,

a citação acima veio-me à memória ao ler o último post da Mariana.

As fotos abaixo também. Provêm do blogue de Jason WL, um prestigiado fotógrafo de casamentos que, neste endereço, partilha copiosamente a infância das suas duas filhas há já 6 anos. É belíssimo, aconselho vivamente uma espreitadela.

Neste caso, escolhi fotos recentes de férias mesmo do género daquelas cuja memória eu aceitaria, se me fosse oferecida por um homem sem rosto.

Fotos de Jason WL, autor do blogue http://www.kristinandkayla.blogspot.com.br

Fotos de Jason WL, autor do blogue http://www.kristinandkayla.blogspot.com.br

Fotos de Jason WL, autor do blogue http://www.kristinandkayla.blogspot.com.br

Fotos de Jason WL, autor do blogue http://www.kristinandkayla.blogspot.com.br

Fotos de Jason WL, autor do blogue http://www.kristinandkayla.blogspot.com.br

Fotos de Jason WL, autor do blogue http://www.kristinandkayla.blogspot.com.br

Fotos de Jason WL, autor do blogue http://www.kristinandkayla.blogspot.com.br

Fotos de Jason WL, autor do blogue http://www.kristinandkayla.blogspot.com.br

Fotos de Jason WL, autor do blogue http://www.kristinandkayla.blogspot.com.br

Fotos de Jason WL, autor do blogue http://www.kristinandkayla.blogspot.com.br

Por entre a complicada manta de retalhos que é a memória da minha infância, sobrevivem alguns vivas de Verão: as idas às Donas, a quinta da tia Antonieta em Marinhais (e os piqueniques com os primos e com o Manel debaixo da árvore grande que ficava à entrada do cemitério), S. Pedro de Moel. Mais tarde, já bem na adolescência, Penha Garcia e Porto Covo.

Agora, é tempo de dar vivas a S. Pedro de Moel novamente, à ‘casa da avó’, à ‘paia’ mesmo a dois passos (literalmente), ao pinhal, às pedrinhas na areia, à sensação de liberdade. E à construção de novas memórias da infância, um dos milagres da maternidade.

Já estamos a fazer as malas – estou desejosa de estrear o meu novo fato-de-banho às bolinhas!😉

Beijinhos a todas

Marta

PS: Céu, o Vila-Matas também é um grande candidato para te enviar – o ‘mestre’ dos livros dentro de livros.

Autor: Marta

"Escrevo para pensar melhor."

One thought on “Memória fotográfica

  1. Querida Marta

    que texto bonito… como será ter a memória de outro?

    bjs e boas férias

    ________________________________

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s